Reader Comments

Atividade Física Ajuda A Prevenir Pressão alta Pela Menopausa

"Pedro Samuel" (2018-02-10)

 |  Post Reply

Especialistas em cardiologia estimam que até oitenta por cento das mulheres são capazes de se tornar hipertensas depois da menopausa. Para auxiliar a prevenir o problema, a prática de exercícios físicos precisa ser incluída na rotina por volta dos quarenta anos de idade, muito antes da última menstruação ocorrer. É o que alerta a pesquisadora da Escola Estadual Paulista (Unesp) Angelina Zanesco.


Ela coordena uma pesquisa cujo intuito é desvendar os mecanismos biológicos responsáveis pelo acrescentamento da pressão nas artérias feminina nessa faixa etária. Os primeiros resultados do estudo, que tem suporte da Fapesp, foram divulgados durante a 28ª Reunião Anual da Federação de Sociedades de Biologia experimental (FeSBE), realizada entre os dias vinte e um e 24 de agosto em Caxambu, Minas Gerais. Se quiser saber mais dicas sobre isso deste tópico, recomendo a leitura em outro fantástico site navegando pelo link a a frente: colastrina é bom https://necessitae.com/colastrina/.


Os pesquisadores coletaram demonstrações de sangue de 42 mulheres com mais de quarenta anos que ainda não estavam na menopausa e de algumas trinta e dois que já estavam havia ao menos 12 meses sem menstruar. Os resultados mostraram que, de forma geral, o sistema renina-angiotensina estava até oitenta por cento mais ativo no grupo de mulheres pós-menopausa no momento em que comparados às mulheres pela perimenopausa. Angelina explica que no momento em que comparou apenas as mulheres normotensas, pré e pós menopausa, não foi notado grandes diferenças. Desde meados da década de 1990, inmensuráveis estudos têm apresentado os benefícios de exercícios aeróbicos no controle da pressão nas artérias. O efeito assim como foi comprovado no experimento.


Após dois meses de treinamento pela esteira, que incluía 3 sessões de 40 minutos por semana, em ritmo moderado, houve redução da gordura abdominal de mais um menos três centímetros. Além do mais, a pressão arterial das normotensas caiu 4 milímetros de mercúrio e a das hipertensas, sete milímetros de mercúrio. No instante, os pesquisadores tentam encontrar a partir de quais mecanismos biológicos a atividade física socorro a regular a pressão. A primeira suspeita, que não se confirmou, estava relacionada à diminuição nos níveis de cortisol e de testosterona. Os níveis plasmáticos de testosterona - que imediatamente foi relacionada em estudos anteriores ao acréscimo da pressão arterial pela menopausa - assim como ficaram inalterados depois do tempo de treinamento físico.


Angelina conta que sem demora irão estabelecer uma nova leva de experimentos e medir outros biomarcadores, como óxido nítrico e GMP (guanosina monofosfato) cíclico, que são agentes vasodilatadores. Outra conjectura a ser investigada é a de que a atividade física estimula a liberação de enzimas antioxidantes, como superóxido dismutase (SOD) e catalase (CAT), o que promoveria a diminuição do estresse oxidativo e ajudaria a conter a pressão nas artérias.


  • Conheça os sinais e sintomas que são capazes de indicar câncer

  • Dieta saudável

  • 5˚ Passo: Faça musculação três vezes por semana

  • Intermitente agudo (AIP)

  • Beba no mínimo 4 xícaras de chá verde por dia, uma antes de cada refeição

  • Os Sucos Detox Melhoram o sistema digestivo

  • 2 colheres de sopa de hibisco seco ou dois sachês de chá de hibisco

clique sobre este site

Por último, serão avaliados mediadores inflamatórios - como a proteína C reativa, produzida pelo fígado, e interleucinas produzidas pelo tecido adiposo visceral, que conseguem ser a gênese do defeito. Segundo dados da Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), a hipertensão arterial é responsável pelo 40% dos infartos, 80% dos derrames e vinte e cinco por cento dos casos de insuficiência renal terminal. Dos 55 aos 74 anos, o percentual de mulheres é discretamente maior. Acima dos setenta e cinco anos, o predomínio no sexo feminino é significativamente superior. Os especialistas que formularam a diretriz estimam que por volta de oitenta por cento das mulheres, eventualmente, desenvolverão hipertensão arterial pela fase de menopausa. De acordo com o levantamento Vigitel 2011 (Vigilância de Fatores de Traço e Proteção pra Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico), do Ministério da Saúde, a pressão alta atinge vinte e dois,sete por cento da população adulta brasileira. A periodicidade da doença avança com o atravessar dos anos.


Se entre dezoito e vinte e quatro anos somente cinco,4% da população relatou ter sido diagnosticada hipertensa, aos cinquenta e cinco anos a proporção é 10 vezes superior, atingindo mais da metade da população (cinquenta,5 por cento) estudada. A partir dos sessenta e cinco anos, a mesma condição é observada em 59,7% dos brasileiros. Contrário dos dados apontados pela diretriz da SBC e da Sobrac, o Vigitel sinaliza que a superior frequência de diagnóstico em mulheres ocorre em todas as faixas etárias.



Add comment