Reader Comments

Lei Que Facilita Acesso A Deficientes Físicos É Descumprida Nos Trens De SP

"Paulo Lucca" (2018-03-24)

 |  Post Reply

elevadores residenciais em cascavelPortanto, não basta existir equipamento de acessibilidade. É preciso que equipamento esteja funcionado corretamente e consiga cumprir seu objetivo que é facilitar a locomoção e acesso da pessoa com dificuldades, de maneira que não seja excluída ou impedida do convívio social.

Na técnica de auto-relato, as pessoas normalmente falam de seus desejos, acarretando em influência na pesquisa, por isso a observação é método mais utilizado na área como meio de investigação da relação homem-ambiente, sendo aprovado por precursores da abordagem ecológica como Roger Barker e Urie Bronfenbrenner (PINHEIRO, ELALI e FERNANDES, 2008). Outras técnicas utilizadas são vestígios ambientais da ação humana (arqueologia do comportamento) que permitem analisar sinais ou marcas de ocupações, e mapeamento comportamental, a representação gráfica das localizações e comportamentos do indivíduo no espaço, por meio de observação in loco.

Com a manutenção mensal do elevador residencial, é possível detectar início de algum tipo de problema, já que sempre é verificado uma série de itens como portas, cabos de aço, sistemas de transmissão, assim, como também freios de emergência e limitador de velocidade.

Pessoas com necessidades especiais são assim chamadas porque realmente são especiais. A discriminação negativa é sobre tudo a que prejudica determinado grupo ou cidadão pela criação de situações injustas. Pode ser encontrada em duas formas: direta ou indireta. A discriminação negativa direta é aquela exercida por meio da adoção de regras que estabelecem distinções através de proibições. É preconceito expressado por meio de normas legais ou sociais. Como exemplo poderíamos citar a colocação de uma placa em prédio residencial dizendo ser proibida a entrada de negros nos elevadores sociais. Já a discriminação indireta é aquela que se apresenta em situações aparentemente neutras, mas que notadamente remetem a desigualdades. Esta última forma é tão ou mais danosa que a primeira e é, atualmente, a mais comum em nosso país. Se no mesmo prédio citado no exemplo anterior, não existisse a aduzida placa, mas se os moradores, veladamente, se recusassem a entrar no elevador por causa da presença de um negro, ali, sim, teríamos um exemplo de discriminação indireta.

Rampas, elevadores, pisos táteis, portas largas, corredores amplos, indicações em braile, banheiros adaptados entre inúmeros itens devidamente programados e elencados na Associação Brasileira de Normas Técnicas ( ABNT NBR 9050 ). Segundo site da Thyssenkrupp Elevadores, divisão brasileira do famoso grupo industrial germânico especializada em elevadores, inclusive elevadores para residências, além de elevadores para condomínios e indústrias, a instalação deve custar entre 45 e 60 mil reais e demorar entre 5 e 10 dias.

Os elevadores residenciais são, em sua maioria, ou elétricos (também chamados de eletromecânicos) ou hidráulicos. Estes últimos só dependem de energia elétrica para subir, não para descer, pois descem movidos pela força da gravidade. Desse modo, em caso de falta de energia elétrica, passageiro não fica preso.

Elevadores residenciais podem oferecer vantagens como dispensar a construção de casa de máquinas e fosso, sendo menos invasivos ao projeto original da casa e permitindo serem instalados mesmo após a construção ou reforma, bastando pequenos ajustes para sua adaptação. Seu tamanho também é reduzido, geralmente comportando até três passageiros ou um cadeirante com acompanhante, e consequentemente, exigem pouca energia para seu funcionamento, representando um baixo impacto na conta de luz.

Ruído: Elevadores hidráulicos costumam ser mais barulhentos por utilizarem uma moto-bomba. Para isolar ruído, é necessário construir uma casa de máquinas em áreas distantes dos quartos e outras áreas em que nenhum ruído possa incomodar. Os elevadores a vácuo são os mais barulhentos de todos, em nível semelhante ao de aspiradores de pó.

Com design diferenciado, a linha de elevadores residenciais tem como princípios a qualidade e a beleza, traduzidos em um equipamento que oferece conforto, privacidade e segurança a seus usuários. Características: Design sofisticado, silencioso, baixo impacto de projeto, ocupa pouco espaço, atende a todas as normas exigidas por lei (NBR 12892), baixo consumo de energia.

As plataformas para deficientes funcionam como elevadores, substituindo ou se tornando uma opção para uso de rampas de acesso. Já na questão da conta de energia elétrica custo do Elevador ponta grossa residencial também não é dos mais caros dentro de uma residência, onde geralmente há 2 a 4 chuveiros, torneira elétrica, TV e computadores ligados quase dia inteiro, em razão disso, valor acrescido não é dos mais assustadores.

Imagine a seguinte situação na Rodoviária de Rio Preto. Uma mulher com duas malas e uma criança de colo aperta botão para chamar elevador. Nada de as portas abrirem. Na parede, a resposta para a demora. Um cartaz pede que usuário procure um vigilante ou busque a chave do elevador no setor de informações, que fica no piso intermediário (da rua Pedro Amaral). Acredite, que era para ser um equipamento para facilitar a vida de gestantes, mães, idosos, e deficientes virou uma frustração.

Add comment